segunda-feira, novembro 17, 2008

"Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara."

Ontem fui ver o "Ensaio sobre a Cegueira" em filme. Já li o livro há uns anos valentes, mas pareceu-me "relê-lo". Gostei muito.
O livro é um marco nas minhas leituras, marcou-me profundamente, penso que mais do que qualquer outro do Saramago. E aconselho-o sempre, a qualquer pessoa, principalmente a quem queira ler algo do autor.
O filme é uma verdadeira adaptação e sabemos o quão isso é difícil de atingir. Só por tentar, eu já tiraria o chapéu a Fernando Meirelles. Mas considerar que de facto ele conseguiu transmitir o desespero sentido por quem lê a obra, aquela imensa depressão de quem chega a determinado momento e sabe, sabe porque sim, que seria exactamente assim, que o mundo se transformaria naquilo, que nós chegaríamos tão baixo... e claro, por conseguinte, o terrível e irónico alívio de chegar ao fim e pensar que tudo não passa de uma história...
Aconselho, não percam. Mas, se tiverem de escolher, escolham obviamente o livro. Porque a imaginação é tão mais poderosa que os olhos...
Rita

3 comentários:

Sónia disse...

Muitas vezes a desilusão é que a nossa imaginação nunca é igual à imaginação de quem realiza! Depois os livros postos em filmes ficam aquém das expectativas!

Nunca li nada dele! Pode ser que me incutissem com este! Vou tentar ter tempo para ir ver!!! Sim, porque em casa nem 10 min, seja de que filme for,consigo ver! Ou é a Pulga ou é o João.......Pestana!

Alma Minha disse...

Sem muito tempo para ler... resta-me mesmo ir ver o filme!
Beijo

Li*Azevedo disse...

faço tuas as minhas palavras!
exactamente!!
***