sexta-feira, abril 11, 2014

Irmanices

Hoje, numa breve passagem pela internet, soou-me que era dia dos irmãos (realmente, há dia de tudo, só falta inventarem o dos tios, que também merecem).
Senti que tinha de dizer algo em relação a isto, mas o tema é-me tão caro e ao mesmo tempo óbvio, que nem sei por onde começar.
Ter uma irmã que foi sempre uma amiga e que se tornou a melhor amiga de todas vincou a minha vida e a minha personalidade. Há uma ideia de companhia sempre presente, de alguém que toma conta de mim a todo o instante, que está e estará sempre lá. Adoro-a e admiro-a incondicional e profundamente.
Não tenho qualquer dúvida que tenho hoje três filhos por causa desta relação, porque anseio para eles o que tenho para mim… Uma das coisas que mais gostaria é que, no seu futuro, conseguissem construir e manter um relacionamento como eu tenho com a minha irmã, que ficassem afastados das pequenas coisas que ao longo da vida podem contribuir para os separar, que tivessem sempre a ânsia de telefonar uns para os outros para contar as suas novidades, que desejassem partilhar os momentos mais importantes das suas vidas uns com os outros.
Sem dúvida que sou mais feliz por ter a minha irmã. E, como tal, o dia seria para festejar em conjunto, caso tivessemos tido essa oportunidade. Não tivemos, festejei a irmandade dos meus.
Tirei-lhes muitas fotos, todos contentes no seu conjunto, a dar ideias de poses e quase a sufocarem a mais nova com algumas delas. Depois constatei que quase não temos fotografias juntas, Cristina, e andei aqui a fazer cortes e recortes para poder colocar uma. Temos que remediar isto…
Feliz dia dos irmãos, minha querida irmã.



Rita

1 comentário:

Oficinas RANHA disse...

Obrigada mana quirda.
(já me puseste de lágrimas nos olhos)
Beijinhos também pra ti.
Ana Cristina