terça-feira, abril 15, 2008

Sem nada interessante para dizer...

Hoje o final do dia foi stressante e só chegámos agora a casa. Agarrei no computador portátil (que temos agora, novo) e vim sentar-me com ele ao colo no sofá, mas não me ocorria nada para escrever por aqui...
Na televisão está a dar um episódio antigo da série "Donas de Casa Desesperadas" e quedo-me a ver algumas cenas enquanto afasto a Fera dos mimos que tenta obrigar-me a aceitar que ela me faça e dos pingos que lhe caem dos bigodes para o teclado (novinho) - aquelas gotas dos mimos que eu não sei bem como aparecem aos gatos...
De repente, apetece-me falar sobre as "Donas de Casa Desesperadas". Gosto muito, acho a série verdadeiramente genial. Principalmente porque as personagens são um intrincado complexo de bondade e maldade, com direito a mesquinhices e falsas moralidades. E porque a trama tem verdadeiros dramas que nos arrancam gargalhadas em vez de lágrimas. Como se o ideal fosse rir das nossas próprias desgraças e optar por ver o pior do melhor e o melhor do pior, mas sempre sarcastica e humoristicamente.
Eu gosto de séries, de facto é o que mais gosto de ver na televisão. E gosto destas todas de teor policial ou médico, verdadeiras modas (já ouve as dos advogados, recordam-se?!) que parecem ter tomado conta de todos os canais. Mas irrita-me o facto daquilo ser tudo tão perfeito, dos tipos serem profissionais que nunca se cansam, com casamentos desgraçados por causa das profissões, de arranjarem todas as soluções difíceis na hora que dura o episódio, das suas tecnologias avançadíssimas... Por isso vou preferindo a irrealidade e a anormalidade das "Donas de Casa Desesperadas", que pelo menos me fazem sorrir, pensar, nunca me cansar e invejar a capacidade para escrever um argumento como aquele.
Rita

3 comentários:

Anónimo disse...

podes sempre arriscar e começar aqui a escrever o argumento de uma série em que os protagonistas não são perfeitos, deparam-se diariamente com entraves ao desenvolvimento do seu trabalho e onde a tecnologia, afinal, não resolve milagrosamente as suas questões.
Bj.
D

rutinha disse...

relativamente às séries, tivesse eu mais tempo e papava-as quase todas! há uma que não perco, a do canal 2 q dá às sextas (Irmãs e Irmãos ou é ao contrário?).
depois tb há as outras q se estiver a dar já não mudo de canal: Dexter, Ossos, Sem Rasto, Six Degrees, Medium, Amor no Alasca e claro a nossa preferida de Domingo: Conta-me como foi!

Isso dos bigodes com gotas de mimos, não sei o que é...o Marley dá mtas turrinhas, mordiscadelas na mão, patinha em cima do peito, agora bigodes aguados nunca vi...

bjs

ps - p o mês que vem combinamos um lanchinho?

Oficinas RANHA disse...

Vou apagar o comentário anterior, do Shakadal porque deve ter virús. É um perigo deixar isto por aqui.
Rita