segunda-feira, abril 07, 2008

De volta

Este agregado familiar está de volta de uns dias passados em Viana do Castelo.
Eu não nasci em Viana e nunca lá morei. Mas Viana é, definitivamente, a minha terra de coração.
Nunca tive a família perto. Ir a Viana representou sempre estar com os tios, os avós, os primos. E quando, como eu, se tem a sorte de ter uma família assim espectacular (só me surge a não palavra XPTO), os momentos passados com ela sabem sempre bem... e a pouco.
Passei muitas e muitas férias e temporadas em Viana, é de lá que são alguns dos meus grandes amigos, por lá vivi dias maravilhosos e de aprendizagem intensa. E é por isso que lá me sinto em casa, que ao chegar o cheiro da cidade me inebria como se fosse o recordar de um vício já antigo, que não há dia nenhum que não me lembre de todos os bocadinhos que constroem a grande parte de mim que está lá.
Nos momentos mais felizes ou mais tristes, de lá regresso sempre a sentir que metade de mim é lá que pertence, que da próxima vez ficarei mais tempo, que nunca conseguirei viver sem a expectativa de lá voltar.
Rita

3 comentários:

nat disse...

Coisa boa de ler... :))))
Beijinhos vianenses.

macati disse...

hmmmmm... será que foste uma vianense numa vida anterior? :)
bjnh

Núcleo Mole disse...

Olá! Queria agradecer a visita ao meu blog e dizer que também estive a dar uma vista de olhos por aqui e que gostei bastante do que vi!
Boa continuação!

Marisa Leandro