segunda-feira, fevereiro 25, 2013

Uma má experiência de teatro...

Há uns dias, com umas amigas, decidimos aproveitar uns magníficos descontos proporcionados pela Odisseias para fazer um programa com os miúdos.
Fomos então ver "O Rei do Reino da Gata Borralheira", pela Companhia Byfurcação. E, como nem só de boas criticas vive este blog, tenho de confessar que não gostei. Mesmo nada. Foi uma daquelas experiências em que, quanto mais pensava no assunto a seguir, mais chegava à conclusão que só tinha valido mesmo pela experiência.
Devo dizer que foi o segundo trabalho que vi da Byfurcação, sendo o primeiro o "Alice no País das Maravilhas", no ano passado, na Quinta da Regaleira, em Sintra. Na altura achei piada ao trabalho dos atores e que algumas cenas tinham sido bem estudadas e planificadas, mas que o texto da peça, extraído do livro, poderia ter sido mais curto e simples, ou seja, mais bem escolhido.
Com "O Rei do Reino da Gata Borralheira" nem se pode dar uma referência positiva ao texto... o mesmo não trazia nada de novo, tratava-se de um mero recontar a história da Cinderela sem sequer o fazer bem, com passagens e piadas unicamente para a compreensão de adultos, ainda por cima demasiado longo. O trabalho dos atores, por sua vez, tinha algum interesse, mas critico a escolha das vozes que parecem ter achado necessário fazer, a tentar dar uma ideia de infantilidade, numa concepção que no fundo se torna extraordinariamente redutora da infância.
Com isto a juntar à grande frustração por ontem não ter conseguido bilhetes para "A Cerejeira da Lua", no Museu da Marioneta, ando a ressacar por um espectáculo para crianças que me encha as medidas...
 
Rita


3 comentários:

Oficinas RANHA disse...

O "Alice no País das Maravilhas" também já era fraquinho. Tinha era um cenário muito interessante.
Ana Cristina

Joana Mendonca disse...

Foi mesmo muito mau... Quando saimos, fiquei com a impresão que não tinhas achado tão mau! Mas pior que isso, nunca vi um espectaculo de teatro infantil que me deixasse mesmo cheia. É muito dificil fazer e é facil fazer coisas infantilizadas e parvas...

Oficinas RANHA disse...

Sim, Cristina, tens toda a razão, ter a Regaleira como cenário é meio caminho andado para tornar a coisa mais interessante!!!

Joana, eu tenho gostado de ver as produções do TIL, embora reconheça que são comerciais... Fui há uns anos ver uma peça da companhia Tapa-furos e adorei, rimo-nos que nem uns perdidos e os miúdos que iam gostaram imenso... Vejo coisas engraçadas também na Festa do Avante... Mas dou-te razão, são mais as vezes que os espectáculos não me satisfazem. Em relação a este, achei mau, logo na altura... mas quanto mais pensei ao longo do dia, pior fui achando! Terrível, mesmo... uma pena!

Rita