sábado, fevereiro 08, 2014

O dia comigo e com eles

Quando ontem, ainda me encontrava eu enrolada nos lençóis, ouço a Alice, ao acordar, a queixar-se de dores fortes nas pernas e que não conseguia andar de forma normal, não quis acreditar... enfiei a cabeça ainda mais dentro dos lençóis e esperei que tivesse sido um sonho ou um engano... mas o João veio depois segredar-me se valia a pena dar-lhes a roupa previamente preparada para se irem vestindo, ou se eu achava que - encontrando-se ela provavelmente com o meu vírus e ele com uma tosse de cão - era melhor eles ficarem em casa comigo...
 
É óbvio que, mais cedo ou mais tarde, surgiria um dia em que eu teria de ficar sozinha com os três... já tinha acontecido, mas por períodos de poucas horas... mas, convenhamos, eu própria não estava boa, as dores nas articulações ainda lá estavam e eu esperava passar o dia numa tranquilidade de recuperação, sozinha com a miúda mais nova, a carregar as baterias para a chegada dos mais velhos a casa no final da tarde... 
 
No fim, o dia foi excelente... depois de se começarem a sentir os efeitos de um Brufenezito, pude organizar o tempo em função do que todos queriam fazer: um pouco de televisão, um pouco de jogos de computador, muita brincadeira, um filme com pipocas, trabalhos manuais... Confesso que, depois de passar as férias de Natal todas com a Alice e o Vasco, andava com saudades deles, de dias inteiros por nossa conta sem horários e obrigações, dedicados só às actividades do Advento e aos nossos gostos e apetites.
Nesta sexta pudemos aproveitar para realizar um trabalho que eu andava a propor há dias: usar uma caixa de cartão cá por casa para fazer um castelo. A Alice qualificou o trabalho como a melhor coisa do dia e o Vasco fartou-se de dar ideias. Nos próximos tempos, há que acabar alguns pormenores e pintar...
 
Rita

1 comentário:

Oficinas RANHA disse...

Vai ficar um trabalho muito bonito. Tenho pena de não ter participado mas pode ser que me convidem para o dia das pinturas.
Beijinhos da tia Cristina