terça-feira, julho 04, 2006

Um Capote


"Na madrugada do dia 15 de Novembro de 1959, na pequena cidade de Holcomb, Kansas, quatro membros da família Clutter foram selvaticamente assassinados a tiro de espingarda. Aparentemente não havia nenhum motivo para o crime, e não foram deixadas quase nenhumas pistas. À medida que Truman Capote reconstrói o crime e a investigação que levou à captura, julgamento e execução dos assassinos, vai criando um clime de suspense arrasador e de espantosa empatia. "A Sangue Frio" é uma obra que transcende o seu momento, demonstrando uma profunda compreensão da natureza da violência na América." (na contra-capa)

Estou a meia dúzia de páginas de acabar este livro, que li arrebatadamente e que aconselho a quem possa interessar-se. Por vários motivos: porque está extraordinariamente bem escrito, porque é fruto de uma grande pesquisa desenvolvida pelo autor que demorou sete anos até conseguir chegar ao seu produto final, porque é magnífica a viagem interior que o leitor desenvolve até conseguir simpatizar verdadeiramente com um homem capaz de cometer a barbarie de matar "a sangue frio" e sem motivo, quatro boas pessoas. É estranho, curioso, interessante e, de certa forma, revelador...
Rita

2 comentários:

Alma Minha disse...

Olá!
Voltei... só para dar um beijo!

E gritar... PORTUGAL!!!

Eu :) disse...

Também já li este livro:) fantastico mesmo!
beijinhos
susana