domingo, maio 03, 2009

Um mês de Vasco


As opiniões são praticamente unânimes: o Vasco é parecido com a Alice quando ela tinha o mesmo tempo. Mas em rapaz, dizem alguns.
Assim com olhar mais especialista, que é como quem diz de mãe e pai, com aquele olho de quem olha muito e muito, mais ou menos a adorar o menino, acho que sim. É o mesmo estilo de bebé, franzino, de cabeça pequena... e lindo, obviamente. Tem os pés parecidos com os dela e com os do pai e uma manchinha na testa, exactamente com o mesmo formato que ela apresentou durante bastante tempo (um angioma plano, ensinou a tia; um Mickey Mouse, diz a Alice, para quem é o que a dita lhe parece).

Um mês de Vasco tem sido, para além de um mês de adoração, um mês de bastante tranquilidade. A V. diz que tem de aprender comigo a não ter ansiedades na gravidez para poder ter filhos como a Alice e o Vasco. Eu acho que deve ser por outro motivo qualquer, porque se houve coisa que tive nesta gravidez foi ansiedades.
Mas enfim, a verdade é que o puto pequeno tem sido fixe. Mama de quatro em quatro horas durante o dia e já faz um intervalo de seis à noite. Às vezes já gosta de social, de ficar acordado a olhar para nós e para o mundo.
Também chora, mais do que a irmã (tendo em conta que esta quase nunca o fazia, não é difícil ser recordista). Tanto quanto temos vindo a perceber, precisa de rotinas certas; nada de adormecer ao colo ou com embalo, que pelos vistos dá origem a birrinhas nos intervalos seguintes... Às vezes é um malandro, porta-se como um anjinho quando temos visitas, deixa todos espantados com a sua quietude. Depois as pessoas vão-se embora e ele faz terríveis choradeiras.

Basicamente, um mês de Vasco tem sido um mês de um paraíso com menos de quatro quilos, bom de ter ao colinho e de fazer festinhas e de dar beijinhos e de cheirar e de observar para não perder nenhum pormenor daqueles que sabemos impossíveis de guardar com exactidão para sempre...
Rita

2 comentários:

Sónia disse...

Coisa boa!!

E calminho!! Que bom!!

Joana disse...

E muito lindinho!!! E dá uns ares ao Pai! Bjs